sexta-feira, 21 de setembro de 2018

21 de setembro - Dia da Árvore

O Dia da Árvore é comemorado em 21 de setembro

O Dia da Árvore é comemorado no Brasil em 21 de setembro e tem como objetivo principal a conscientização a respeito da preservação desse bem tão valioso. A data, que é diferente em outras partes do mundo, foi escolhida em razão do início da primavera, que começa no dia 23 de setembro no hemisfério Sul.
A árvore é um grande símbolo da natureza e é uma das mais importantes riquezas naturais que possuímos. As diversas espécies arbóreas existentes são fundamentais para a vida na Terra porque aumentam a umidade do ar graças à evapotranspiração, evitam erosões, produzem oxigênio no processo de fotossíntese, reduzem a temperatura e fornecem sombra e abrigo para algumas espécies animais.
Além disso, entre as diversas espécies arbóreas existentes, incluem-se várias plantas frutíferas, como é o caso da mangueira, limoeiro, goiabeira, abacateiro, pessegueiro e laranjeira.
Além de produzirem alimento, as árvores também possuem outras aplicações econômicas. A madeira por elas produzidas serve como matéria-prima para a criação de móveis e até mesmo casas. A celulose extraída dessas plantas, principalmente pinheiros e eucaliptos, é fundamental para a fabricação de papel. Além disso, algumas espécies apresentam aplicabilidade na indústria farmacêutica por possuírem importantes compostos.
Em virtude da grande quantidade de utilizações e da expansão urbana, as árvores são constantemente exterminadas, o que resulta em grandes áreas desmatadas. O desmatamento afeta diretamente a vida de toda a população, que passa a enfrentar erosões, assoreamento de rios, redução do regime de chuvas e da umidade relativa do ar, desertificação e perda de biodiversidade.
Sendo assim, o dia 21 de setembro deve ser visto como um dia de reflexão sobre nossas atitudes em relação a essa importante riqueza natural. Esse dia é muito mais do que o ato simbólico de plantar uma árvore e deve ser encarado como um momento de mudança de postura e conscientização de que nossos atos afetam as gerações futuras. É importante também haver conscientização a respeito da importância da conservação, bem como da necessidade de criação de políticas públicas que combatam a exploração ilegal de árvores.

Curiosidades:

- Cada região do nosso país possui uma árvore símbolo diferente. Observe:

Árvore símbolo da região Norte – Castanheira;
Árvore símbolo da região Nordeste – Carnaúba;
Árvore símbolo da região Centro-Oeste – Ipê Amarelo;
Árvore símbolo da região Sudeste – Pau-Brasil;
Árvore símbolo da região Sul – Araucária.

Fonte: Brasil Escola

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Produção de mel cresce no norte de Minas Gerais

Mel é alternativa de renda no norte de Minas Gerais
A produção de mel se transformou numa boa fonte de renda para pequenos agricultores do norte de Minas Gerais. Nos últimos anos, o volume produzido cresceu mais de 200%.
No sertão do norte do estado, com a falta de chuva dificultando o cultivo da terra, as abelhas ainda encontram de onde tirar o sustento nas poucas plantas que florescem.
Por causa do clima, a produção leiteira na região caiu nos últimos anos e foi a apicultura que salvou muitos produtores rurais.
É o caso de Aparecida da Silva. "Não temos condições de comprar os produtos para alimentar uma vaca para ela dar leite para vender e poder ter lucro. Com a abelha é mais fácil porque quase não precisamos alimentá-la”, diz.

De mãe para filho

E 95% das pessoas que trabalham na atividade são da agricultura familiar, como Terezinha Meira, que já está há certo tempo no ramo e agora repassa seus conhecimentos para o filho, Pedro Victor Meira.
Os dois são de Bocaiúva, município com a maior produção de Minas Gerais: são 128 mil quilos de mel por ano.
“Hoje eu trabalho na apicultura e vejo que na roça não preciso sair para ter novos horizontes. Penso em sair para estudar, mas penso em voltar", diz Pedro.
No norte de Minas Gerais já são 1.400 agricultores familiares que investem também na apicultura.
Em Januária, foi montada uma associação que processa, embala e vende o mel. Começou com 7 apicultores, e hoje são mais de 50.
"A cada ano que passa tem aumentado mais a produtividade. Pessoas procurando porque é um meio de uma renda, ou renda principal de uma família ou auxiliar”, diz Luciana Américo, presidente da associação.
Para aumentar os conhecimentos sobre a atividade, os agricultores recebem cursos oferecidos pelo Senar, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Programador cria 'robô' para se vingar de empresas de telemarketing


Cansado de ouvir o telefone tocar várias vezes com serviços, promoções e cobranças, sul-mato-grossense inventou robô-telefonista para ligar sem parar para quem o incomodava.
Você já deve ter passado por isso: o telefone toca várias vezes por dia e, do outro lado da linha, alguém oferece um serviço, uma promoção ou tem uma cobrança para fazer.
Pois um programador de Mato Grosso do Sul resolveu dar um basta nisso. Ele criou um robô-telefonista para ligar sem parar justamente para quem o incomodava. Veja na reportagem do Fantástico.

Fonte: G1

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Exportação de café verde do Brasil cresce 33,4% em agosto

Café conilon: 537,4 mil sacas da variedade foram exportadas em agosto, aumento de 1.693% em 1 ano — Foto: Vinícius Gonçalves/ TV Gazeta
A exportação de café verde do Brasil em agosto atingiu 3,07 milhões de sacas de 60 kg, crescimento de 33,4% na comparação com o mesmo mês do ano passado, com impulso de uma grande colheita que também registra boa qualidade, afirmou nesta quarta-feira (12) o Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé).
"Os resultados das exportações do café brasileiro no mês de agosto apresentaram, conforme prevíamos, um crescimento muito significativo, registrando um dos maiores volumes mensais dos últimos dois anos", declarou o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes, em comunicado.
Segundo ele, com a boa safra e a colheita praticamente encerrada, "os números confirmam o ótimo desempenho do café arábica, bem como, a forte recuperação do café conilon".
"Os volumes do mês refletem ainda a excelente qualidade do produto brasileiro para atender ao exigente mercado internacional", disse.
A exportação de café arábica do Brasil em agosto atingiu 2,53 milhões de sacas, alta de 11,6% na comparação anual. Já a exportação de café robusta somou 537,4 mil sacas, aumento de 1.693% ante agosto do ano passado, quando os embarques sentiam os efeitos da seca.

Fonte: G1

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Na saída de motel, casal diz que não tem dinheiro e apresenta cartão do Bolsa Família para pagar despesas

Motel tem cinco dias para fazer o Boletim de Ocorrência contra o casal que tentou pagar despesas com o cartão do bolsa família (Foto: Luzia Batista/Arquivo pessoal)
Um casal apresentou o cartão do Bolsa Família na saída de um motel de Maringá, no norte do Paraná, e disse que não tinha dinheiro para pagar as despesas.

Segundo a gerente do estabelecimento, Luzia Nogueira Batista, o casal queria pagar R$ 45,80 de produtos que foram consumidos com o cartão do benefício. Porém, a empresa não aceitou.

"Como eles informaram que só poderiam pagar o valor com o cartão do Bolsa Família e, pelas regras não podemos aceitar, chamamos a polícia", diz.

A Polícia Militar (PM) foi chamada e fez um registro de comunicação de ocorrência. Segundo a gerente, agora o motel tem cinco dias para fazer o Boletim de Ocorrência na delegacia.

"Vamos fazer o boletim para tentarmos receber esse dinheiro de volta", explicou a gerente.

A PM informou que ninguém foi preso nesse caso. Só há o registro de solicitação de atendimento para registrar Boletim de Ocorrência porque um cliente não tinha dinheiro para pagar a conta.

Utilização do cartão

O Ministério do Desenvolvimento Social explicou que o cartão do Bolsa Família não é um cartão de débito ou crédito, só deve ser utilizado para sacar valores em bancos ou lotéricas.
As regras do programa informam que cada família pode definir como gastar o dinheiro recebido pelo benefício.

O Bolsa Família

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o Programa Bolsa Família atende famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza. Podem receber o benefício famílias com renda, por pessoa, de até R$ 85 mensais e famílias com renda por pessoa entre R$ 85,01 e R$ 170, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

O valor que a família recebe por mês pode ter a soma de diferentes benefícios. O benefício básico é de R$ 89, mas famílias extremamente pobres podem receber até outros cinco benefícios variáveis, com valores entre R$ 41 e R$ 89.

As famílias entram no programa após a inscrição no Cadastro Único e uma seleção por um sistema informatizado a partir dos dados cadastrados.

Ainda conforme o MDS as famílias selecionadas recebem o Cartão Bolsa Família, emitido pela Caixa Econômica Federal.

O programa tem mecanismos de controle para manter o foco nas famílias que vivem em condição de pobreza e de extrema pobreza. Por isso, periodicamente saem famílias do programa, principalmente porque não atualizaram as informações cadastrais ou porque melhoraram de renda, não se adequando mais ao perfil para receber o benefício.

Descumprimento de compromissos nas áreas de educação e de saúde também pode levar ao cancelamento do benefício.

Fonte: G1

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Divulgada as atrações musicais do XVI Festival de Inverno


Divulgada na manhã desta sexta feira (03) de agosto de 2018 as atrações musicais do XVI Festival de Inverno Cerro Corá/RN.

Confira as atrações!

Sexta-feira - dia 17
Guilherme Dantas
The Ritornellos
Feras
Giovane Soares

Sábado - dia 18
Amazan
Uskaravelho
Raynel Guedes
Rodolfo Lopes

Domingo – dia 19
Puxado
Giannini Alencar

Venha curtir com familiares e amigos esse grandioso evento!

sexta-feira, 27 de julho de 2018

Dia do Motociclista



O Dia Nacional do Motociclista é comemorado em 27 de julho.

A data celebra todos os que, seja profissionalmente ou por hobbie, pilotam motocicletas.
O motociclista não apenas pilota motos, mas também vivência o que é conhecido como "cultura da motocicleta".
Inclusive, os motociclistas contam com uma Associação que orienta e organiza reuniões e demais eventos para os apaixonados por motos - Associação Brasileira de Motociclistas (ABRAM).

Origem do Dia do Motociclista

A data surgiu a partir de uma tentativa da Associação Brasileira de Motociclistas de estipular um dia comemorativo oficial para os motociclistas.
Em 27 de Julho de 1974, morria o motociclista e mecânico da Honda Marcus Bernardi, que era bastante querido por todos. Por sugestão de Rogério Gonçalves - proprietário da Concessionária Honda de Sorocada, São Paulo - o deputado Alcides Franciscatto, em 1984, propôs que o Dia do Motociclista fosse comemorado em 27 de julho, em homenagem ao ex-mecânico.
A ABRAM acabou por escolher esta data, entre todas as outras, como a oficial da Associação.
Hoje o motociclismo se tornou uma paixão nacional, com vários adeptos e muitos encontros motociclísticos por todo o país. 



Oração do Motociclista

"Senhor cada vez que subo numa moto sinto a liberdade e ao mesmo tempo tenho medo de encontrar-Te num destes caminhos perplexos do mundo. 
Como sou frágil diante da natureza, e ao mesmo tempo me sinto forte e dono de mim quando estou numa moto. 
Mas, Senhor, não quero perder minha vida num desses momentos.
Quero que o guidão de minha moto esteja sempre firme em minhas mãos, Senhor, que o capacete que me protege a cabeça seja a segurança de que de que preciso, e que Tu, Senhor, sejas a minha proteção permanente. 
Perdoa-me Senhor, se por vezes abuso da liberdade que me deste e corro alucinado, ou me perco em emoções na velocidade, em busca de respostas... 
Que cada dia eu possa sentir a Tua presença na brisa que recebo no rosto, na velocidade e na superação de meus próprios limites, na responsabilidade da vida que me deste. 
Quero sentir Tua presença protetora e amiga, pois sei que estás comigo. 
Protege, Senhor, nossas vidas, e acolhe junto de Ti os companheiros que já partiram, que eles possam viver as alegrias de estarem Contigo, e que nós tenhamos a esperança de um dia também encontrar-Te. 
Protege, Senhor, por intermédio de Nossa Senhora de Caravaggio, nossas motos, nossas vidas e nossos caminhos para que, na certeza de Tua presença, possamos dar-Te glória e louvor, para sempre, amém. 
Nossa Senhora de Caravaggio, Rogai por nós. Amém"

Fonte: Calendarr Brasil

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Com diploma de curso superior já aos 11 anos, garoto agora quer se especializar em astrofísica


William Maillis concluiu curso com formação generalista no Estados Unidos e no próximo mês, começará outro na Universidade do Sul da Flórida.
William Maillis tem apenas 11 anos e já tem um diploma de ensino superior. Ele se formou em um curso da St. Petersburg College, na Florida, nos Estados Unidos. Mas como a formação é generalista, no próximo mês, William cursará astrofísica na Universidade do Sul da Flórida.
"Eu quero ser um astrofísico. [...] Quero provar ao mundo que Deus existe através da ciência", disse William disse à CNN.
O garoto começou a fazer faculdade em 2016 depois de concluir a educação básica [o equivalente ao ensino médio no Brasil] aos 9 anos. Seus pais disseram que ele sempre foi precoce, com 2 anos fazia contas simples de matemática e aos 4, aprendeu álgebra.
"Eu sou totalmente fascinado por William e pelo trabalho que ele tem feito. [...] Ele é extremamente brilhante, muito aberto e colaborativo", disse Williams Tonjua, presidente do St Petersburg College, à CNN.
Segundo a CNN, o garoto pretende concluir o doutorado aos 18 anos, idade em que a maioria dos jovens ingressa na faculdade.

Fonte: G1

domingo, 22 de julho de 2018

Mega semana na academia Power Fitness em Cerro Corá/RN


A academia Power Fitness realizará na próxima semana várias atividades para os seus alunos.

Vejam as atividades:

Terça feira, dia 24/07/2018 - Campeonato interno de cadeira extensora feminino e rosca direta masculino;

Quarta feira, dia 25/07/2018 - Aula de dança em praça pública às 19:00 horas;

Quinta Feira, dia 26/07/2018 - Às 19:00 horas Palestra com o tema "A importância da atividade física e seus benefícios", local academia Power Fitness e sorteio para os presentes;

Sexta feira, dia 27/07/2018 - Massagem miofacial às 19:00 horas;

Sábado, dia 28/07/2018 - Treino vespertino (Encontro de gigantes) alunos e atletas (convidados) de outras regiões;

Domingo, dia 29/07/2018 - A partir das 07:00 horas da manhã na quadra poliesportiva José Julião Neto, jogos futsal feminino, masculino e solteiros x casados, logo após sorteio de vários brindes.

Esporte é saúde... Pratique!

#ACADEMIAPOWERFITNESS

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Cai número de brasileiros que preferem usar o dinheiro para pagamentos, diz pesquisa do BC

Dinheiro ainda é forma de pagamento mais usada pelos brasileiros, mas preferência caiu nos últimos anos, aponta o BC. (Foto: Reprodução)
A maior parte dos brasileiros ainda prefere pagar suas compras com dinheiro, mas o uso dessa forma de pagamento vem caindo nos últimos anos, aponta pesquisa divulgada pelo Banco Central nesta quinta-feira (19).
De acordo com o estudo, 60% dos entrevistados responderam que o dinheiro é a forma de pagamento utilizada com maior frequência. Na pesquisa anterior, divulgada pelo BC em 2013, esse índice era de 78%.
O BC informou ainda que 4% dos entrevistados neste ano disseram que nunca usam dinheiro ou moedas para pagar compras. Em 2013, 100% disseram que o dinheiro era uma das formas utilizadas.
Já o preferência pelo cartão de débito e de crédito aumentou: passou de 9% para 22%, no caso do cartão de débito; e de 12% para 15%, no caso do cartão de crédito.
A pesquisa de 2018 do BC foi feita no mês de abril e ouviu 2 mil pessoas, sendo mil dos entrevistados da população em geral e os outros mil entre funcionários do comércio e de estabelecimentos de serviço que trabalham como caixa.


Valor das compras

O uso de dinheiro, cartão de crédito e cartão de débito varia de acordo com o valor das compras. Naquelas de até R$ 10, 88% dos entrevistados costumam usar dinheiro, 9% cartão de débito e 2% crédito.
Em compras acima de R$ 500, o crédito é a forma mais utilizada (43%). Outros 18% disseram preferir cartão de débito e, 31%, o dinheiro.

Salário

Segundo o chefe adjunto do departamento do meio circulante do BC, Fábio Bollmann, chama a atenção na pesquisa o índice de brasileiros que ainda recebem o salário mensal em dinheiro.
De acordo com o levantamento, 29% dos entrevistados disseram receber o salário em dinheiro. A maioria, 48%, recebe em depósito em conta corrente, poupança ou conta salário. Já 0,4% afirma receber em cheque e 22% disseram não ter renda.
Na pesquisa anterior, 51% dos entrevistados recebiam o salário em dinheiro e 29% em depósito.

Comércio

No comércio, o dinheiro também é a forma de pagamento mais frequente (52%), seguida pelo cartão de crédito (31%) e pelo cartão de débito (15%).
O uso de cartão de débito foi o que mais cresceu no comércio nos últimos 5 anos. Em 2013 era de 4%.
De acordo com o BC, os pagamentos em dinheiro representam atualmente 50% do faturamento do comércio, contra 55% em 2013.
O cartão de débito aumentou de 14% para 20% sua fatia no fluxo de caixa dos estabelecimentos. Já o uso de cheques diminuiu 2 pontos porcentuais, passando para apenas 1%. As vendas feitas em cartão de crédito ficaram estáveis no período, com 25%.

Notas falsas

Nos últimos 5 anos caiu o número de pessoas que já recebeu notas falsas: passou de 28%, em 2013, para 23%, em 2018.
A pesquisa alerta que, mesmo para notas de maior valor, grande parte da população não verifica se o dinheiro é falso ou verdadeiro.
Segundo o BC, 39% dos entrevistados disseram que nunca verificam se as notas de R$ 50 são falsas e 38% afirmaram não verificar se as notas de R$ 100 que recebem são verdadeiras ou não.
Quando verificam, a marca-d’água é o item de segurança mais conhecido, seguido pelo fio de segurança e pela textura do papel moeda.
No comércio, 47% dos entrevistados disseram que já receberam nota falsa e a textura do papel é o item mais usado para verificar a veracidade da cédula, seguida pela cor.
Entre os comerciantes, o porcentual de pessoas que verificaram se as notas são verdadeiras ou falsas também é maior do que entre a população de forma geral.
Segundo a pesquisa, apenas 12% dos entrevistados afirmaram que nunca verificam se as notas de R$ 50 são verdadeiras ou falsas e apenas 11% deixam de checar as notas de R$ 100.

Fonte: G1 Economia - Banco Central do Brasil