terça-feira, 26 de março de 2019

Bloqueio de celulares 'piratas' chega a todo o país

A Agência Nacional de Telecomunicações expande neste domingo (24) o bloqueio de celulares "piratas", que não tem certificação, para todo o país. Passam a ser inclusos no bloqueio mais 15 estados, além dos 11 estados e do Distrito Federal, que passaram a ser bloqueados no final do ano passado.

Mensagens sobre irregularidade de aparelhos estavam sendo enviadas desde janeiro, alertando para o caso. Os estados que passam a entrar no bloqueio do projeto Celular Legal estão nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste. Veja a lista completa:

Amapá
Amazonas
Roraima
Pará
Maranhão
Piauí
Ceará
Rio Grande do Norte
Paraíba
Pernambuco
Alagoas
Sergipe
Bahia
Minas Gerais
São Paulo

Os celulares considerados piratas são aqueles não certificados pela Anatel ou então que tenham o chamado IMEI (International Mobile Equipment Indentity) — que é o número de identificação do aparelho — adulterado, clonado ou que tenha passado por outras formas de fraude.

A Anatel consegue identificar celulares irregulares porque tem um sistema informatizado, trabalhando em parceria com operadoras de telefonia e fabricantes, e identificando aparelhos irregulares em uso na rede.

Esta é a fase final do projeto Celular Legal. Ao todo, 244.217 celulares em todo o país já foram bloqueados e foram enviadas 531.446 mensagens de aviso a celulares irregulares até o momento. Os bloqueios, segundo a Anatel, garantem mais segurança ao usuário e também reduzem o número de roubos e furtos de aparelhos, combatendo a falsificação e clonagem de IMEIs.

Meu celular está irregular?

Segundo a Anatel, para saber se um celular é certificado pela agência basta procurar por um selo da Anatel, presente no carregador e no verso da bateria. É também recomendado verificar o IMEI para saber o status do celular.

Isso pode ser feito em verificando o número que aparece na caixa e o que consta no adesivo do próprio aparelho. Depois, comparar se os dois são iguais a um outro, que aparece ao discar: *#06#

A recomendação para evitar problemas assim é comprar celulares em locais certificados, com emissão de nota fiscal.


Fonte: G1

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Blog "O Profeta" alcança marca expressiva




Há quase 11 anos, o blog "O PROFETA", leva a palavra de Deus aos seus leitores, e hoje dia 22 de fevereiro, o blog alcançou a marca de 4 mil postagens, ou seja, 4 mil dias levando o evangelho do dia, para os seus seguidores, além de outras leituras que aproximam os leitores do nosso Pai celestial.


Parabéns ao blog por essa marca expressiva e que tenha vida longa, levando a palavra de Deus aos fieis que buscam na leitura da bíblia uma vida melhor. 

Acessem: https://evangelhododia.blogspot.com.br

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Sala do Empreendedor de Cerro Corá apresenta seus dados

A Sala do Empreendedor de Cerro Corá/RN apresentou os dados referentes a atendimentos prestados no ano de 2018, as informações foram repassadas pelo Agente de Desenvolvimento Local, Clodoaldo Cândido da Silva, que presta atendimento aos MEI'S (Micro Empreendedores Individuais) do município, o mesmo faz várias atividades tais como: Formalização, alteração, baixa, declarações anuais, emissão de boletos, parcelamento de dívidas, entre outras... O Agente de Desenvolvimento é uma função regulamentada pela Lei Federal Nº 123/2006 e que exerce a parceria municipal com o SEBRAE - Serviço Brasileiro de apoia às Micro e Pequenas Empresas.


A Sala do Empreendedor de Cerro Corá/RN está localizada na Avenida São João Batista, Centro, ao lado da Prefeitura Municipal.

Fonte: Sala do Empreendedor de Cerro Corá/RN

Chuvas de janeiro em Cerro Corá/RN


O acumulado de chuvas no mês de Janeiro de 2019 em Cerro Corá/RN foi de 151,4 mm, a informação foi repassada por Clodoaldo Cândido que faz a coleta das informações pluviométricas do município e as repassa para a EMPARN - Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte, que é a responsável pela informações no nosso estado. O pluviômetro oficial da cidade está localizado no escritório da EMATER da nossa cidade.

Fonte: EMATER

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Renovação do Microcrédito em Cerro Corá/RN




O programa Microcrédito Empreendedor está de volta ao município, parceria da Agencia de Fomento do Rio Grande do Norte e a Prefeitura Municipal Cerro Corá/RN. Dessa vez o público alvo é bem especifico, apenas poderão participar empreendedores que fizeram o empréstimo com a AGN em janeiro de 2018 e que pagaram todas as parcelas.

Vejam os principais critérios para a renovação:

1 - Ter sido beneficiado na 1ª Etapa do PMERN;

2 - Ter pago todo empréstimo;

3 - Não ter contratos ativos com a AGN;

4 - Caso tenha feito em grupo, todos os componentes terem quitado;

5 - Não ter restrições cadastrais SERASA E BANCO CENTRAL – BACEN.

Demais informações:

A principio será necessário apenas o CPF para realizar as consultas e apos isso é que sera exigido a documentação necessária.

Período: De 17 a 25 de janeiro de 2019
Horário: Das 07:00 às 13:00 horas
Local: Sala do Empreendedor de Cerro Corá/RN (Ao lado da Prefeitura)
Contato: (84) 9.9850-5637 (Clodoaldo – Agente de Desenvolvimento)

Fonte: Sala do Empreendedor de Cerro Corá/RN

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

21 de setembro - Dia da Árvore

O Dia da Árvore é comemorado em 21 de setembro

O Dia da Árvore é comemorado no Brasil em 21 de setembro e tem como objetivo principal a conscientização a respeito da preservação desse bem tão valioso. A data, que é diferente em outras partes do mundo, foi escolhida em razão do início da primavera, que começa no dia 23 de setembro no hemisfério Sul.
A árvore é um grande símbolo da natureza e é uma das mais importantes riquezas naturais que possuímos. As diversas espécies arbóreas existentes são fundamentais para a vida na Terra porque aumentam a umidade do ar graças à evapotranspiração, evitam erosões, produzem oxigênio no processo de fotossíntese, reduzem a temperatura e fornecem sombra e abrigo para algumas espécies animais.
Além disso, entre as diversas espécies arbóreas existentes, incluem-se várias plantas frutíferas, como é o caso da mangueira, limoeiro, goiabeira, abacateiro, pessegueiro e laranjeira.
Além de produzirem alimento, as árvores também possuem outras aplicações econômicas. A madeira por elas produzidas serve como matéria-prima para a criação de móveis e até mesmo casas. A celulose extraída dessas plantas, principalmente pinheiros e eucaliptos, é fundamental para a fabricação de papel. Além disso, algumas espécies apresentam aplicabilidade na indústria farmacêutica por possuírem importantes compostos.
Em virtude da grande quantidade de utilizações e da expansão urbana, as árvores são constantemente exterminadas, o que resulta em grandes áreas desmatadas. O desmatamento afeta diretamente a vida de toda a população, que passa a enfrentar erosões, assoreamento de rios, redução do regime de chuvas e da umidade relativa do ar, desertificação e perda de biodiversidade.
Sendo assim, o dia 21 de setembro deve ser visto como um dia de reflexão sobre nossas atitudes em relação a essa importante riqueza natural. Esse dia é muito mais do que o ato simbólico de plantar uma árvore e deve ser encarado como um momento de mudança de postura e conscientização de que nossos atos afetam as gerações futuras. É importante também haver conscientização a respeito da importância da conservação, bem como da necessidade de criação de políticas públicas que combatam a exploração ilegal de árvores.

Curiosidades:

- Cada região do nosso país possui uma árvore símbolo diferente. Observe:

Árvore símbolo da região Norte – Castanheira;
Árvore símbolo da região Nordeste – Carnaúba;
Árvore símbolo da região Centro-Oeste – Ipê Amarelo;
Árvore símbolo da região Sudeste – Pau-Brasil;
Árvore símbolo da região Sul – Araucária.

Fonte: Brasil Escola

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Produção de mel cresce no norte de Minas Gerais

Mel é alternativa de renda no norte de Minas Gerais
A produção de mel se transformou numa boa fonte de renda para pequenos agricultores do norte de Minas Gerais. Nos últimos anos, o volume produzido cresceu mais de 200%.
No sertão do norte do estado, com a falta de chuva dificultando o cultivo da terra, as abelhas ainda encontram de onde tirar o sustento nas poucas plantas que florescem.
Por causa do clima, a produção leiteira na região caiu nos últimos anos e foi a apicultura que salvou muitos produtores rurais.
É o caso de Aparecida da Silva. "Não temos condições de comprar os produtos para alimentar uma vaca para ela dar leite para vender e poder ter lucro. Com a abelha é mais fácil porque quase não precisamos alimentá-la”, diz.

De mãe para filho

E 95% das pessoas que trabalham na atividade são da agricultura familiar, como Terezinha Meira, que já está há certo tempo no ramo e agora repassa seus conhecimentos para o filho, Pedro Victor Meira.
Os dois são de Bocaiúva, município com a maior produção de Minas Gerais: são 128 mil quilos de mel por ano.
“Hoje eu trabalho na apicultura e vejo que na roça não preciso sair para ter novos horizontes. Penso em sair para estudar, mas penso em voltar", diz Pedro.
No norte de Minas Gerais já são 1.400 agricultores familiares que investem também na apicultura.
Em Januária, foi montada uma associação que processa, embala e vende o mel. Começou com 7 apicultores, e hoje são mais de 50.
"A cada ano que passa tem aumentado mais a produtividade. Pessoas procurando porque é um meio de uma renda, ou renda principal de uma família ou auxiliar”, diz Luciana Américo, presidente da associação.
Para aumentar os conhecimentos sobre a atividade, os agricultores recebem cursos oferecidos pelo Senar, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Programador cria 'robô' para se vingar de empresas de telemarketing


Cansado de ouvir o telefone tocar várias vezes com serviços, promoções e cobranças, sul-mato-grossense inventou robô-telefonista para ligar sem parar para quem o incomodava.
Você já deve ter passado por isso: o telefone toca várias vezes por dia e, do outro lado da linha, alguém oferece um serviço, uma promoção ou tem uma cobrança para fazer.
Pois um programador de Mato Grosso do Sul resolveu dar um basta nisso. Ele criou um robô-telefonista para ligar sem parar justamente para quem o incomodava. Veja na reportagem do Fantástico.

Fonte: G1

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Exportação de café verde do Brasil cresce 33,4% em agosto

Café conilon: 537,4 mil sacas da variedade foram exportadas em agosto, aumento de 1.693% em 1 ano — Foto: Vinícius Gonçalves/ TV Gazeta
A exportação de café verde do Brasil em agosto atingiu 3,07 milhões de sacas de 60 kg, crescimento de 33,4% na comparação com o mesmo mês do ano passado, com impulso de uma grande colheita que também registra boa qualidade, afirmou nesta quarta-feira (12) o Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé).
"Os resultados das exportações do café brasileiro no mês de agosto apresentaram, conforme prevíamos, um crescimento muito significativo, registrando um dos maiores volumes mensais dos últimos dois anos", declarou o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes, em comunicado.
Segundo ele, com a boa safra e a colheita praticamente encerrada, "os números confirmam o ótimo desempenho do café arábica, bem como, a forte recuperação do café conilon".
"Os volumes do mês refletem ainda a excelente qualidade do produto brasileiro para atender ao exigente mercado internacional", disse.
A exportação de café arábica do Brasil em agosto atingiu 2,53 milhões de sacas, alta de 11,6% na comparação anual. Já a exportação de café robusta somou 537,4 mil sacas, aumento de 1.693% ante agosto do ano passado, quando os embarques sentiam os efeitos da seca.

Fonte: G1

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Na saída de motel, casal diz que não tem dinheiro e apresenta cartão do Bolsa Família para pagar despesas

Motel tem cinco dias para fazer o Boletim de Ocorrência contra o casal que tentou pagar despesas com o cartão do bolsa família (Foto: Luzia Batista/Arquivo pessoal)
Um casal apresentou o cartão do Bolsa Família na saída de um motel de Maringá, no norte do Paraná, e disse que não tinha dinheiro para pagar as despesas.

Segundo a gerente do estabelecimento, Luzia Nogueira Batista, o casal queria pagar R$ 45,80 de produtos que foram consumidos com o cartão do benefício. Porém, a empresa não aceitou.

"Como eles informaram que só poderiam pagar o valor com o cartão do Bolsa Família e, pelas regras não podemos aceitar, chamamos a polícia", diz.

A Polícia Militar (PM) foi chamada e fez um registro de comunicação de ocorrência. Segundo a gerente, agora o motel tem cinco dias para fazer o Boletim de Ocorrência na delegacia.

"Vamos fazer o boletim para tentarmos receber esse dinheiro de volta", explicou a gerente.

A PM informou que ninguém foi preso nesse caso. Só há o registro de solicitação de atendimento para registrar Boletim de Ocorrência porque um cliente não tinha dinheiro para pagar a conta.

Utilização do cartão

O Ministério do Desenvolvimento Social explicou que o cartão do Bolsa Família não é um cartão de débito ou crédito, só deve ser utilizado para sacar valores em bancos ou lotéricas.
As regras do programa informam que cada família pode definir como gastar o dinheiro recebido pelo benefício.

O Bolsa Família

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o Programa Bolsa Família atende famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza. Podem receber o benefício famílias com renda, por pessoa, de até R$ 85 mensais e famílias com renda por pessoa entre R$ 85,01 e R$ 170, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

O valor que a família recebe por mês pode ter a soma de diferentes benefícios. O benefício básico é de R$ 89, mas famílias extremamente pobres podem receber até outros cinco benefícios variáveis, com valores entre R$ 41 e R$ 89.

As famílias entram no programa após a inscrição no Cadastro Único e uma seleção por um sistema informatizado a partir dos dados cadastrados.

Ainda conforme o MDS as famílias selecionadas recebem o Cartão Bolsa Família, emitido pela Caixa Econômica Federal.

O programa tem mecanismos de controle para manter o foco nas famílias que vivem em condição de pobreza e de extrema pobreza. Por isso, periodicamente saem famílias do programa, principalmente porque não atualizaram as informações cadastrais ou porque melhoraram de renda, não se adequando mais ao perfil para receber o benefício.

Descumprimento de compromissos nas áreas de educação e de saúde também pode levar ao cancelamento do benefício.

Fonte: G1