quarta-feira, 16 de agosto de 2017

A história da casa mal-assombrada em Campo Redondo/RN!


A postagem é exclusividade do blog JS BLOGUEIRO e, de acordo com o que foi apurado a casa está localizada a 10 km da sede de Campo Redondo. De acordo com relatos de populares, os mistérios que rondam a bendita residência está atrelada a Botijas (costume entre os descendentes de Portugueses enterrar suas economias).
Ainda de acordo com o blogueiro, após a botija ter sido arrancada (não se sabe por quem), misteriosamente desapareceram as assombrações! Mas, afinal, o que é uma botija?
Falando em botijas, recomenda à leitura no BLOG TOK DE HISTÓRIA, de Rostand Medeiros, veja parte da matéria:

“O povo nordestino tem certas peculiaridades que o distinguem dos de outras regiões brasileiras. São tradições e costumes que o pintam de maneira singular.
Quando criança, comecei a ouvir lá no meu interior, histórias de descobridores de botijas, era o tempo das botijas que creio eu ainda não findou-se.
Contavam os mais velhos que nos séculos XVIII, XIX e ainda quase metade do século XX. O povo do interior costumava guardar suas moedas de ouro, prata e cobre escondidos em latas de metal onde podiam ser conservadas ou em baús revestidos de chapa de metal e enterrados. O lugar era marcado por pedras, acidentes geográficos ou embaixo de grandes e velhas árvores.
As latas eram colocadas nas paredes grossas das casas e os baús, longe, como já dito fora delas.
O costume se fazia pela falta de bancos, pelo medo do roubo e por não ter com que gastar o muito lucrado. Sertanejos faziam quase tudo, e se às vezes tinham o que comprar, guardavam uma minguada economia que sobrava sempre e assim se mantinham".

Fonte: JS BLOGUEIRO / Blog A Voz do Povo