sábado, 13 de agosto de 2016

Hoje é o dia do canhoto

Canhoto escrevendo
Dia 13 de agosto é comemorado o Dia Internacional do Canhoto. Ainda que já não sejam tão estigmatizados pela sociedade quanto eram há alguns anos, os canhotos ainda sofrem com muita discriminação. É com o objetivo de chamar a atenção para essas atitudes que a data comemorativa foi instituída. Entretanto, a designação “internacional” representa muito mais uma intenção e um desejo do que uma realidade. A data é mais uma invenção dos britânicos em prol da "categoria". 
Como cerca de 90% da população é destra, os 10% restantes acabam enfrentando dificuldades diárias ao viverem em um mundo “direito”. Essa pequena porcentagem ainda contempla aqueles que utilizam as duas mãos para realizar tarefas cotidianas, além dos canhotos, que só conseguem escrever e fazer trabalhos manuais usando a mão esquerda. Enquanto em países como o Reino Unido é possível encontrar produtos feitos para canhotos, no Brasil esses objetos são praticamente inexistentes.
Essas dificuldades enfrentadas pelos canhotos começam ainda na infância, quando alguns pais ainda obrigam seus filhos a escrever com a mão direita. Entretanto, a medicina salienta a possibilidade de ocorrência de sérios problemas de aprendizagem para casos como esses, como dificuldades de escrita, que se torna mais lenta, até problemas para ler e se expressar. Até mesmo a rotina diária de um canhoto pode se mostrar uma tarefa complexa. O canhoto terá de aprender a mudar a marcha do carro com a mão direita, e não com a esquerda, que seria seu primeiro impulso. Em casos mais graves, acidentes de trabalho em função da necessidade de adaptação a máquinas e instrumentos originalmente projetados para destros. O uso do computador também fica prejudicado, já que os números e as setas direcionais do teclado do computador estão todas no lado direito. Até maçanetas são projetadas para destros.
Mas a adaptação faz parte do vocabulário do canhoto, que tem de aprender a viver em um mundo “espelhado”, que se apresenta ao avesso, impondo um universo invertido, ao contrário daquele que seu cérebro considera natural. Não que essa adaptação seja sempre difícil. Até entre os canhotos, a maioria, resignada, talvez não se dê conta do esforço.  
O Dia Internacional do Canhoto vem para celebrar as evoluções em favor dessa pequena parcela da população, como a produção de materiais específicos para uso dessas pessoas, por exemplo, ou o surgimento de grupos que reúnem esta minoria silenciosa. Ainda que a escolha do dia 13 seja por si só sinistra (outra palavra usada para designar um canhoto e que significa também funesto e pernicioso, segundo o dicionário) – já que 13 sempre foi considerado número de azar e agosto é o mês oficial do mau agouro –, isso já sinaliza um pouco dos problemas que os canhotos tiveram no passado e ainda têm em algumas culturas.

CANHOTOS FAMOSOS 

Alexandre, o Grande: Supõe-se que um dos maiores generais da história, que foi rei da Macedônia em 356 a.C. e estendeu seu império até a Índia, usava com maior habilidade a mão esquerda. 
Albert Einstein: Físico alemão que elaborou a teoria da relatividade.
Ayrton Senna: Tricampeão mundial brasileiro de Fórmula 1.
Bill Gates: Dono da maior empresa de informática do planeta, a Microsoft, e um dos homens mais ricos do mundo.
Fidel Castro: Líder revolucionário e estadista cubano.
Kurt Cobain: Ídolo de uma geração, comandou a banda americana Nirvana nos anos 90.
Leonardo DaVinci: O gênio italiano usava com desenvoltura tanto a mão esquerda quando a direita, mas ficou famoso por escrever "ao contrário", da direita para a esquerda, para que seus escritos só pudessem ser lidos refletidos no espelho.
Ludwig Van Beethoven: Compositor de obras famosas como a Nona Sinfonia.
Machado de Assis: Escritor brasileiro de obras como Dom Casmurro, fundador e primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras.
Mahatma Gandhi: Líder nacionalista indiano.
Napoleão Bonaparte: Imperador francês.
Paul McCartney: Baixista dos Beatles.
Pelé: O atleta do século XX chutava com a direita, mas escreve com a esquerda.

Fonte: Ponto web