sábado, 3 de setembro de 2016

Natal é a única cidade do Nordeste a receber a tocha paraolímpica


A tocha paraolímpica chegou a Natal neste sábado (03), onde fará o revezamento pelas ruas da cidade. A programação terá três momentos: começando às 11h30 no ginásio Palácio dos Esportes Djalma Maranhão, com o recebimento da chama paralímpica; visita a seis instituições representativas da cidade, e a partir das 16h haverá o revezamento da condução da tocha fazendo um percurso de 8 km, saindo do Portal do Sol Klebson Nascimento e concluindo no Palácio dos Esportes. O secretário de Governo do Município, Jonny Costa destacou a importância da cidade ter sido escolhida como única da região Nordeste a receber o revezamento da chama paralímpica, lembrando da tradição de grandes esportistas que já representaram a cidade nesse tipo de competição. “Natal é celeiro de melhores medalhistas paralímpicos”, afirmou. Um deles, o nadador Gladson Soares, fará parte do revezamento neste sábado. O secretário de Esporte e Lazer de Natal, Carlos Eduardo Nascimento, também presente à coletiva, falou sobre a relevância deste momento por Natal figurar entre as cidades que representam o País. Ele destacou ainda que será um momento simbólico para o esporte na cidade com a devolução do Palácio dos Esportes à população natalense fazendo parte da programação oficial das paralimpíadas.

REVEZAMENTO

A apresentação feita pelo secretário de Cultura da cidade, Dácio Galvão, abordou a programação, do revezamento e cultural. Em Natal 60 pessoas participarão do revezamento de condução de tocha paralímpica, representando 13 instituições. O percurso inicia no Portal do Sol, na avenida Sílvio Pedroza, e segue pela avenida Café Filho em direção ao Canto Mangue, na Rocas, passa pela avenida Duque de Caxias, no bairro da Ribeira, segue pela avenida Câmara Cascudo em direção à Cidade Alta onde passará pelas ruas Ulisses Caldas, Princesa Isabel e João Pessoa, avenida Deodoro da Fonseca e rua Jundiaí, avenida Rodrigues Alves e pela rua Trairi para finalizar no Palácio dos Esportes.
Durante toda a tarde haverá programação cultural no ginásio Djalma Maranhão e na Praça Pedro Velho programação gastronômica com venda de artesanatos. As ruas e avenidas do percurso serão interditadas no momento da passagem do cortejo. Apenas o acesso à Via Costeira, pela Ladeira do Sol, será interditado uma hora antes do início do percurso.
A partir das 15h inicia a programação cultural no Palácio dos Esportes com shows de grupos e artistas locais. O músico Carlos Zens será o responsável pela execução do Hino Nacional em flauta. Na programação cultural, outra grande atração será a presença do maestro João Carlos Martins e grupo Patubatê, com percussão experimental. A programação segue até às 20h30.
O esquema de segurança montado para este evento conta com participação, além da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana – STTU, e Guarda Municipal, da Polícia Militar, tendo o Coronel Mendonça como coordenador regional para a segurança, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Exército. A STTU estará nas ruas com seis viaturas e 15 motos acompanhando o percurso do revezamento; e o restante do esquema de segurança contará com 128 policiais militares, 48 viaturas, 13 motos, duas viaturas da Polícia Federal, helicóptero e tropa do Exército.
Criada sob o conceito “Paixão e Transformação”, a chama paraolímpica tem um valor em cada cidade para os Jogos. O de Natal é a "Inspiração" e a professora Débora Seabra, portadora de Síndrome de Down, será a responsável pela frase relacionada ao tema a ser lida no momento da abertura no próximo dia 7, no Rio de Janeiro. Ela reconhece o valor da inspiração sendo também escritora. A frase será entregue amanhã aos representantes do Comitê Paralímpico que estarão na cidade.
Para a psicóloga Cícera Brunna, o convite para ser uma das condutoras do fogo paraolímpico é de grande representatividade. “É muito especial. Estou muito grata porque não é só levar uma tocha, mas é representar a luta de todos nós”, afirma. Cícera Bruna, que também é escritora, teve paralisia cerebral. Será ela que iniciará o percurso no Portal do Sol.

Fonte: Novo Jornal